Prêmio ABEU 2017

Livro UFMG

O livro Democracia digital: publicidade, instituições e confronto político, organizado por Ricardo Fabrino Mendonça (coordenador do Margem), Marcus Abílio Pereira e Fernando Filgueiras, foi premiado com a menção honrosa, na categoria Ciências Humanas, do Prêmio ABEU 2017. A condecoração é oferecida pela Associação Brasileira das Editoras Universitárias.

A obra, publicada pela Editora da Universidade Federal de Minas Gerais, no ano passado, traz resultados de pesquisas recentes segundo os quais o uso da tecnologia tem-se difundido de modo muito amplo, “compondo um quadro complexo de formação da opinião pública, de construção da informação e da publicidade, de mudanças institucionais e de novas relações de poder”, conforme apresentação do livro.

Anúncios

Migração é tema de evento na Fafich

De 5 a 9 de março, o Centro Acadêmico de Ciências Sociais (Cacs) promove uma série de atividades, cujo tema principal é a migração. Feira de artesanato, oficina de dança, rodas de conversa e feira gastronômica são algumas das diferentes maneiras de abordar o tema pelos espaços da Fafich, durante esta semana.

Alexei Herrera, doutorando no Programa de Pós-graduação em Comunicação Social e nascido em Cuba, comenta o filme de Ernesto Daranas “Numa escola de Havana” (2014), ganhador do prêmio de Melhor Filme do Festival de Cinema de Havana (2014) e do Festival de Filme de Bogotá. A sessão comentada será na terça, 6 de março, das 14h às 17h30, na sala- auditório 1012, localizada no 1º andar da Fafich.

Mais informações: https://goo.gl/P4zoHW

Defesas de doutorado

Na semana passada, duas integrantes do Margem defenderam suas teses de doutorado, sob a orientação do professor Ricardo Fabrino Mendonça, no Programa de Pós-graduação em Ciência Política (DCP/UFMG).

No dia 27 de fevereiro, a tese “Tribuna ao vivo: discussão, representação e os avessos suscitados pela midiatização do parlamento” foi defendida por Rachel Barreto.

Márcia Cruz apresentou seu trabalho intitulado “Política das ruas e das redes: autoexposição e anonimato nas multidões de Junho de 2013”, no dia 28 de fevereiro. A professora Ângela Marques, do Programa de Pós-graduação em Comunicação Social, foi sua coorientadora.

Aprovação de Tamires Coêlho em concurso da UFMT

A doutoranda em Comunicação Tamires Coêlho foi aprovada no concurso de professor adjunto da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), emIMG-20160503-WA0003 Cuiabá, para atuar no curso de Jornalismo. Sua posse foi no dia 1 de março. Ela é orientanda da professora Ângela Marques, no Programa de Pós-graduação em Comunicação Social da Universidade Federal de Minas Gerais, ambas pesquisadoras do Margem.